Exportação da BRF é liberada, mas ainda é preciso convencer mercado europeu

As mobilizações realizadas pela Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Natalino Lázare, contribuíram para que o agronegócio catarinense recebesse uma boa notícia nesta semana. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) retirou a suspensão da BRF e a empresa está liberada para exportar carne de frango para a União Europeia.

Os frigoríficos que estavam suspensos estão novamente habilitados a vender para os países do bloco, entretanto ainda é preciso convencer o mercado europeu, como explica o parlamentar.

“Agora é preciso um trabalho político muito forte diante da UE, e demais países que importam carne de Santa Catarina, e mostrar que não existe problema algum com relação a sanidade dos produtos comercializados. Vou continuar pressionando para que as autoridades brasileiras cumpram seu papel de mostrar para o mundo que nossos produtos são produtos de qualidade, desde o pequeno produtor até o último elo desta cadeia produtiva”, afirma o deputado Natalino.

As plantas da BRF impedidas de vender o produto para a União Europeia e que agora serão novamente credenciadas, estão localizadas nos municípios de Concórdia, Chapecó e Capinzal. As estimativas são de que o estado tenha deixado de exportar mais de três mil toneladas no último mês, um prejuízo que chega a US$ 9 milhões.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou que irá recorrer à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a União Europeia que está descredenciando frigoríficos da BRF como exportadores de carne de aves para países do bloco econômico.

Confira os nossos Projetos de Leis
Acesse a nossa página no Facebook